Percurso gastronómico em Kuala Lumpur

/ / Malásia

Apesar de estarmos muito pouco tempo em Kuala Lumpur eramos incapazes de não fazer o tão habitual roteiro gastronómico.

Para quem já nos acompanha sabe que as viagens conquistam-nos, também, pela barriga.

A culinária malaia reflete a sua história cultural, é um conjunto de mistura de sabores onde convivem várias influencias. É tão multicultural como o seu povo.

Tem influência chinesa, indiana, tailandesa, árabe e em províncias específicas podem saborear-se pratos com cheiro a outras culturas, tal como em Malaca nota-se a influência Portuguesa.

O Prato que é considerado como nacional é o Nasi Lemark, é feito com arroz cozido em leite de coco, anchovas fritas, amendoins, pepino, molho picante e ovo. Esta é a versão tradicional, mas é comum existirem algumas variantes.

Em Kuala Lumpur é muito fácil encontrar qualquer restaurante ou barraquinha se estivermos com fome, aliás, à luz de qualquer país asiático.

É muito natural vermos uma série de restaurantes com indicação de comida Halal, uma vez que é um país muçulmano, no entanto existem restaurantes indianos e chineses não Halal e convivem sem conflito.

O álcool também é restringido nestes restaurantes, nos outros é vendido, mas é caro, implementaram esta medida para desincentivar o consumo.

No centro da cidade encontrarmos restaurantes a laborarem 24 horas por dia. O que não acontece nas ilhas, fecha tudo muito cedo.

Para conseguirmos abarcar os principais cheiros e sabores em pouco dias resolvemos ter uma atitude radical – Um guia local!

Normalmente gostamos de explorar por nós, excursões e guias não estão, por norma, dentro do nosso conceito de viagem.

Mas desta vez resolvemos experimentar um guia, mas noutra modalidade.

Contactamos a https://www.withlocals.com/

Escolhemos um guia, um percurso de duas horas (ultrapassou o tempo), ficou mais barato, por sermos um grupo grande (eramos 7 pessoas).

Encontramo-nos na estação do Monorail Station Bukit Bintang, e na hora marcada lá estava o nosso guia Sidozz.

Estávamos prontos para explorar a gastronomia.

Deixamos aqui o roteiro:

Início Ponto de encontro – Estação Bukit Bitang
Paragem 1 Hutong Food Court
1ª Degustação Cha Shao Bao – um churrasco cantonês – pão cheio de carne de porco
2ª Degustação Sopa de Curry de Frango
Paragem 2 Jalan Alor
3ª Degustação Dim Sum – comida servida em pequenas cestas de vapor
4ª Degustação Satay Lok Lok é um tipo especial de satay malaio
Paragem 3 Restaurante  Local Mamak
5ª Degustação Paper Dosa – panqueca indiana feita de arroz
6ª Degustação O tarik (literalmente “chá puxado”) – uma bebida quente do chá do leite

 

Todos estes pratos de degustação e a visita guiada tiveram um custo de 10€ por pessoa.

Foi muito interessante uma vez que para além de nos explicar os pratos, tivemos a oportunidade de falar acerca da cultura, da forma de viver da população, das dificuldades sentidas, de uma forma muito aberta.

Achamos o serviço excelente e superou a expectativa, mas só experimentamos este serviço uma vez, não podemos aferir se será sempre assim com esta qualidade.

Como passamos por inúmeros restaurantes e ficamos com água na boca ao ver outros pratos, depois da visita voltamos a Jalan Alor e ainda fomos petiscar mais umas coisitas.

A gastronomia é mesmo muito variada e rica, nem 3 meses dava para podermos experimentar tudo, mas penso que a amostra foi bastante satisfatória.