Na Capadócia com a cabeça nas nuvens – a incrível experiência de andar de balão de ar quente em 8 Fases

/ / Turquia

Muito antes de colocar o meu pé no avião, aliás muitos meses antes, passo por uma fase de meticulosa preparação da viagem e escolha de locais e atividades.

Tenho que vos confessar que nesta viagem à Turquia, a tão afamada viagem de balão de ar quente foi uma das atividades que me despertaram dúvidas e mais dúvidas.

O motivo da incerteza prendia-se com duas questões:

  • A segurança (levo a minha filha de 10 anos comigo);
  • O preço (para três fica um bocadito carote, será que vale a pena o investimento?).

 

Comecei por ler os 5 milhões de artigos de Bloggers, todos falavam maravilhas e estavam encantados, essa parte já tinha percebido… eu não tinha dúvidas da beleza das paisagens.

As minhas incertezas prendiam-se com a segurança…  na verdade, não adiantava muito ler esses artigos… pois todos os autores tinham sobrevivido.

Após a minha saga de procura de respostas, resolvi arriscar, tinha decidido embarcar nesta aventura com a minha família e amigos.

Primeiro passo: voltar a ler os blogues, segundo, e aqui é que são elas… compro lá na hora ou antecipadamente?

Resolvi ir com a viagem comprada daqui, assim poderia escolher a empresa que me parecesse ter uma melhor qualidade preço e segurança.

Depois de muitas pesquisas, troca de emails para várias empresas, tive um ótimo feedback desta, levaram menos de 1 dia a responder às minhas dúvidas e anseios (olhem que foram algumas, vá, muitas), fizeram-me sentir segura. Obrigada Nicole, pela paciência!

Quem quiser saber mais, aqui tem a página.

http://voyagerballoons.com/

 

Como foi a experiência em si? Vou-vos contar passo a passo.

Fase 1

Recebemos esta mensagem, via email:

Our shuttle will pick you up from Hotel between 4:25 to 4:35  tomorrow morning.

It is recommended to carry light jacket and hat; the weather could be quite chilly – temperature in the morning can be as low a 14 degree Celsius. Also it is recommended to wear comfortable shoes, as you will climb into the balloon basket!

 

Whatttttt???

Tão cedo, isso implicava levantar as 3h45m, aíii mãezinha e não percebi essa dos sapatos confortáveis… ia perceber mais à frente.

Fase 2
Fomos recolhidos pelo autocarro de 12 lugares em frente ao hotel, na hora certa por um simpático motorista chamado Cagr e nos levou para um edifício bem decorado onde havia uma receção e um buffet.

Fase 3
Pagamento e pequeno almoço muito bem servido, para ganharmos força para o que aí vinha.

Fase 4
Aqui começa a verdadeira aventura, ainda de noite no local onde levantamos estavam os técnicos a encher o balão de ar quente, com ventoinhas. Foi lindo ver no escuro a luz da chama que enchia os vários balões é realmente arrebatador.

 

Fase 5
Esta é a parte que ninguém conta, aí é muito lindo e tal e as dificuldades?

É uma experiência que me faz comparar a que tive na amamentação, tão lindo o vínculo que se cria, sim, mas ninguém contou que doía como raios.

Após o bonito espetáculo de encher o balão, o simpático piloto Halis – este é o co- fundador da empresa, simplesmente comunicou – podem subir!

E eu, está bem, aguardei pelas escadas. Afinal tinha escolhido o plano de voo conforto!

Quando começo a olhar para o cesto, era enorme, chegava-me ao peito, com uns buracos na cesta e o resto o grupo a subir pelo cesto acima.

Bolas! Era por isso que recomendaram sapatos confortáveis. Explicaram-me o processo tão bem e esqueceram-se de me dizer a experiência incluía escalada. Naquele momento só me apetecia desistir, aquela aventura não é para pessoas robustas como eu, mas olhei para os olhos brilhantes da minha filha e … seja o que Deus quiser.

Tomei tanto balanço que quase caí de cabeça dentro do Cesto.

Fase 6
O piloto deu-nos uma palestra com instruções que devíamos cumprir para manter a segurança.

O passeio durou uma hora, vimos o nascer do sol já no ar. Para além da beleza natural e única da paisagem da capadócia, o que torna este passeio diferentes é o céu preenchido de cores de outras centenas de balões que sobrevoam os céus da Capadócia.

Enquanto apreciávamos a beleza natural tivemos o prazer de ouvir o piloto descrever os locais por onde passávamos, descer quase a tocar no chão, até aos vales, era mesmo muito habilidoso. Tornou o passeio muito interessante.

 

Fase 7
Aterragem, incrível! Eu não tinha noção da precisão, mas o balão aterra mesmo em cima do atrelado do carro que o vai transportar – a sério, é preciso arte!

Depois de aterramos, tivemos o prazer de ouvir uma descrição muitíssimo interessante acerca da constituição da empresa, em que o piloto era o cofundador, da enorme experiência do mesmo e também de como se processa.

É necessário cumprir uma serie de normas e existem regras muito rígidas, como curso de piloto, cumprimento das ordens para levantar voo, manutenção, altura máxima que se pode voar, e existe um aparelho regista todos estes movimentos.

No final da viagem o piloto lê-nos esse relatório.

Ficamos a entender que ao nível de segurança este passeio é mais seguro do que parece.

 

Fase 8
Entrega de diplomas e abertura de champanhe.

Em súmula, depois desta experiência inesquecível o desafio vai ser arranjar outra tão marcante.