15 visitas imperdíveis em Marraquexe

/ / Marrocos

Jemaa El Fna
Esta praça é por si só um espaço imperdível, aliás, ir a Marraquexe sem conhecer este espaço emblemático, é ir, e não conhecer a alma da cidade. É aconselhável que faça esta visita ao entardecer que é quando começa o louco espetáculo cultural.

Mesquita Koutoubia (não é permitida a entrada a não muçulmanos)
Esta situa-se ao lado da praça Jemaa El Fna, e é um dos monumentos mais representativos da cidade de Marraquexe, tem 77 metros de altura e é avistável a 30 km. Em seu redor encontram-se jardins lindíssimos.

A Medina e os Souks
A Medina, ou cidade velha é onde se encontram os mercados mais interessantes da cidade. Esta visita é essencial pois podemos vaguear entre ruas e ruelas onde nos surpreendem as decorações, as portas e o mais autêntico da cidade. Os Souks oferecem de tudo, para além de existir todo o tipo de artesanato, podes ficar apenas a observar os artesãos a fazer artefactos para serem vendidos nas lojas.
Também é muito interessante visitar as farmácias tradicionais.

As Muralhas e os Portões de Marraquexe
A Medina ou cidade velha está rodeada de muralhas com 19 portões de entrada. As muralhas de cor de terra avermelhada, encontram-se quase intactas. É muito interessante fazer o passeio em volta de caleche e apreciar o trabalho dos portões.

Túmulos Saarianos (10 Dirhans)
Encontra-se a menos de 1 km da praça Jemaa El Fna. Este lugar é constituído por mausoléus de vários elementos da dinastia saadiana, estando distribuídos por três salas. Nos jardins estão os túmulos dos guerreiros e serviçais.

Medersa Ben Youssef
É uma madraça ou escola islâmica. Este espaço albergava 900 alunos divididos em 130 dormitórios. Estudavam essencialmente o Corão encontrando-se desativada. É o equivalente ao Seminário para os Católicos.
Podemos ter acesso a todo o espaço, estando dividido entre um pátio central, dormitórios e sala de reza, onde apreciamos vários motivos esculpidos em madeira e lindos jogos de azulejos.
Encontra-se localizada em frente ao Museu de Marraquexe.

Museu de Marraquexe – (60 Dirhans bilhete combinado que dá direito à entrada no museu, madraça e Koubba e as crianças não pagam)
Este museu é um palácio do sec. XIX, situando-se mesmo ao lado da Madraça, e onde se encontram vários espólios de joias, tapeçarias e mobiliário.
No entanto este Museu, apesar de valer a pena a visita, não tem uma explicação histórica suficientemente completa.

Koubba el Badiyin
Esta é uma pequena ruina de arquitetura Almorávida, tendo sido construída em 1127, foi a única encontrada até hoje. O Povo Almorávida foi quem fundou Marraquexe.

Ruinas do Palácio Badii – 20 Dirhans
São as ruinas de um palácio que foi construído para comemorar a batalha de Alcácer – Quibir. Este palácio era grandioso e ricamente decorado, tinha mais de 300 quartos.

Jardins Majorelle – 70 Dirhans e o museu Berbere no interior 30Dirhans
Este jardim botânico, não muito grande, está decorado de uma forma luxuriante e serve para fazer uma pausa refrescante. Foi comprado por Yves Saint Laurent.

As tinturarias –50 Dirham curtição e pintura das peles
As tinturarias em Marraquexe são bem mais pequenas do que em Fez, mas já dá para ter uma pequena ideia do processo do tratamento de peles. Temos que ir preparados mentalmente para o mau cheiro imanado nestas fabricas, mas é-nos fornecido um raminho de hortelã pimenta para suportamos a visita.

La Palmerie – 100 mil palmeiras
A 10 km da cidade existe um palmeiral com 100 mil palmeiras.

Jardins Menara- 30 Dirhans
Estes jardins encontram-se a uma hora a pé da praça Jemaa el Fna. Tem um reservatório enorme de água para irrigar as diferentes variedades de árvores nomeadamente 40 espécies de oliveiras.

Gueliz
É a parte nova da cidade onde se encontra tudo o que se vê numa cidade ocidental, restaurantes modernos, lojas, McDonalds e prédios novos de arquitetura europeia.

Hammam Público
Banhos públicos tradicionalmente de tijolos de lama. Num hamman público, não esquecer os chinelos, toalha, xampô e, luvas para esfoliação.